é algo que eu nao percebo. porque de repente eu comecei a achar que ninguém pensa em mim, que nao sou o tudo de ninguem, nem mesmo o nada. segui o caminho que achei mais correto, agora vejo que é terra batida, e que é complicado caminhar por cá. mesmo assim nunca paro, sempre sigo,  nao olho para trás, aqui tem coisas que eu nao queria nem ver, tem sons que eu preferia nem ouvir, tem lágrimas que deviam nao correr mais, tem aquele ódio que nao consigo mais sentir.. dou por mim a pensar quem sou, o que quero, o que sinto e quem tenho, nao chego a nenhuma conclusão, porque ate o poder de pensar eu penso que perdi. olha, se tens um coração de ferro, bom proveito. o meu, fizeram-no de carne, e sangra todo dia. 

7 comentários:

- Susana . disse...

adorooo !

CatarinaRaquel disse...

adorei!

Patrícia disse...

oh, não te podes sentir assim tão em baixo.. força, vais ver que tudo melhora :')

Sabrina disse...

Obrigada (:
Gostei, especialmente da ultima parte (:

Ana de Oliveira disse...

Estou a seguir.

http://writersfield.blogspot.pt

Liliana Rodrigues disse...

Força, muita força!!

débs disse...

sigo, adoro tudo no teu blog linda :)