sim, tenho medo de te perder . desculpa pelos meus medos, pelos meus receios. peço-te apenas que me desculpes porque eu não os consigo controlar . 
mas várias perguntas me martirizam e bombardeiam todo os dias, e as respostas que tenho são muito escassas, e pouco elaboradas. e hoje o medo veio a dobrar,  os receios , as duvidas e as perguntas vieram a dobrar, hoje veio tudo a dobrar . fugi, e chorei. e , assim, desci pela parede nua e desprotegida, até me sentar no padrão cru e frio do chão daquela casa de banho pestilenta, coberta de marcas de outros corpos antigos, quiçá já mortos. desci, embati de forma constrangida, soltei as mãos já por si perdidas e apoiei a cabeça nos joelhos . as lágrimas constantes escorregavam pela minha face e pelo meu pescoço, até chegarem ao peito .  um vazio excitante percorria aquela cabina. mesmo de nariz pressionado entre as rótulas, procurei um destino, procurei novas respostas, estas por si já mais executadas. procurei uma peça , a peça que me faltava do antecedente do efeito dominó que tudo me explicasse. mas o nada, nada é. e nada permaneceu.

16 comentários:

Tânia Monteiro. disse...

Está lindo, mais uma vez :b

Tânia Monteiro. disse...

Sou nada. :$
Estou a ser sincera. :)

Tânia Monteiro. disse...

Oin, Obrigada então (:

Tânia Monteiro. disse...

Obrigada eu *.*

Martinha disse...

Com este texto lembrei-me de uns versos de uma música da Mafalda Veiga que fazem algum sentido, "o medo, o medo levanta muros, e ergue bandeiras para nos deter". (O Lume) Às vezes o medo consegue isto. :S

mariana m disse...

compreendo perfeitamente, sinto o mesmo neste momento, parece que o mundo está contra mim em tudo.

Nina disse...

Já passei por isso.

GF disse...

so tenho a creme :S

Bárbara Silva disse...

- obrigada querida $:
escreves tão bem !

joana sousa disse...

lindo amor, lindo

JoanaMacedo disse...

lindo :')

Hapi disse...

texto bonito.

Denise disse...

Está lindo .)

Catarina Bessa disse...

O teu é que está lindo <3

Catarina Bessa disse...

Tu e que escreves amor <3

tânialopes! disse...

gostei mesmo muito deste texto*